Disfunção erétil (impotência)

O Brasil é um país em que apenas 10% dos homens adultos não têm nenhum problema de ereção. Você não pode viver mitos sobre essa patologia, a compreensão da disfunção erétil ajudará a manter a saúde, a confiança e a harmonia nos relacionamentos.

Disfunção erétil ou impotência é a incapacidade de um homem para conseguir uma ereção ou mantê-lo para a relação sexual satisfatória. Não estamos falando de impotência. O diagnóstico é feito com uma disfunção erétil estável, com duração de pelo menos 3 meses.

A impotência severa é rara em pessoas jovens, mas os primeiros sintomas perturbadores podem aparecer precocemente. No Brasil, sinais dessa patologia não foram encontrados em apenas 10,1% dos homens.

Disfunção erétil fraca foi encontrada em 71,3%, moderada em 6,6%, grave em 12% dos participantes no estudo doméstico. Segundo dados americanos, há 26 novos casos por 1000 homens (estudo MMAS). Entre os homens com idade entre 30 e 80 anos, a prevalência de disfunção erétil aumentou de 2,3% para 53,4% com o aumento da idade e a adição de comorbidades.

Não há resposta exata de quantos anos essa patologia se desenvolve, mas especialistas dizem que a doença está ficando mais jovem.

Tipos de disfunção erétil

A impotência psicogênica e orgânica (inclui todos os tipos associados a danos nos órgãos). A parcela da impotência psicológica responde por aproximadamente 40% de casos, orgânicos – 29%, misturados – 25%. Em 6% dos casos, a causa não pode ser determinada. As diretrizes da Associação Européia de Urologia detalham as formas de disfunção erétil, dependendo do mecanismo de desenvolvimento. A seguir estão seus tipos com as doenças e fatores de risco que os causam.

  • Impotência vascular:
    • diabetes mellitus
    • hipertensão
    • hiperlipidemia,
    • danos nos vasos pélvicos.
  • Impotência neurogênica:
    • doenças degenerativas (doença de Parkinson, esclerose múltipla),
    • lesões e doenças da medula espinhal
    • um acidente vascular cerebral
    • tumores do sistema nervoso central,
    • polineuropatia,
    • insuficiência renal crônica.
  • Impotência anatômica ou estrutural:
    • miopenia
    • Doença de peyronie
    • lesão (pérola do pênis ou ossos pélvicos).
  • Impotência hormonal:
    • hipogonadismo,
    • hiperprolactinemia,
    • hiper e hipotiroidismo,
    • Doença de Cushing.
  • Impotência de drogas. Na recepção:
    • anti-hipertensivos
    • antidepressivos
    • alguns hormônios
    • de drogas.
  • Impotência psicogênica:
    • Geral (diminuição da excitabilidade e distúrbios sexuais, independentemente das circunstâncias),
    • Situacional (depende do parceiro e das circunstâncias).

Sintomas e sinais de disfunção erétil

Os principais sintomas da impotência são indicados em sua definição: dificuldade em alcançar e manter uma ereção. Isso é muitas vezes acompanhado por uma diminuição no desejo sexual, na ejaculação prejudicada e no orgasmo.

Tratamento de Disfunção Erétil

O tratamento deve ser acompanhado pela normalização do estilo de vida: a exclusão de fatores de risco e o estabelecimento de um ritmo saudável de atividade sexual. Você também deve discutir com seu médico se algum dos medicamentos como o macho macho gel que você está tomando tem uma ereção e se eles podem ser substituídos.

Se a disfunção erétil tem causas recuperáveis, o tratamento começa com elas. Damos exemplos de quando isso pode ser feito radicalmente. – impotência psicogênica. Neste caso, o paciente é encaminhado para um psicoterapeuta, a psicoterapia racional pode fornecer uma cura completa. – impotência vascular em homens jovens com lesões traumáticas das artérias das áreas pélvica e virilha. O reparo cirúrgico das artérias é eficaz em 60-70% dos casos. – Distúrbios hormonais (falta de testosterona, excesso de prolactina). Seu tratamento pelo endocrinologista também dá um bom efeito. As preparações de testosterona são administradas por via intramuscular ou sob a forma de um gel aplicado na pele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *